O Fragrante – Chama no probleminha

#episodioanterior
Simey levou um tempo pra perceber que a garota que esteve em sua casa cheia de sorrisos e olhares era exatamente a mesma que encontrou na praça – a qual pagou maior madeirinha – e que o largou lá, sozinho.

Assim ligou várias vezes atrás de Jennie pra consertar tudo, mas não deu resultado, até que, após várias recusas, o destino deu um empurrãozinho e ele conseguiu falar diretamente com ela, só que não teve tempo de explicar nada e eles acabaram perdendo o contato de vez. Será mesmo?

Acompanhe a série » EP 1EP 2EP 3EP 4EP 5EP 6EP 7EP 8 • EP 9 [20/03] • EP 10 [27/03] • EP 11 [03/04] • EP 12 [10/04]


Depois da última conversa com Simey, Jessy seguiu fingindo a não existência dele, menos ainda contou pra família que tinham conversado, até porque se fizesse isso, era capaz da crucificação retornar em pleno século 21.

Não que os pais fossem adeptos de subjugar a mulher ou tivessem um alto nível de rigidez na criação dos filhos, pelo contrário, eram bem mente aberta, principalmente Cindy que torcia na cara dura pra filha ficar com Simey, o problema estava mesmo em como ela reagiu ao sumiço da corrente. Foi assim, no dia seguinte ao que foi na casa do crush, ao passar a mão acima do peito Jennie não sentiu o pingante querido, então se desesperou e revirou toda casa, como não achou, saiu culpando todo mundo pelo desaparecimento.

inversivel.com, o fragrante conto minissérie chama no probleminha, cara de paisagem, misael mendes, inversível, inversivel

— Filha, não acusa que isso é feio.

— Pra quê a gente ia querer aquela coisa boba? – O irmão desdenhou.

— Sei lá, cês podem ter pegado por engano.

— E cê tem provas?

— Não… mas vai saber. – Jennie ficou perdida. – Tá, se não foi vocês, então foi teus amigos!

— Ow, envolve meus parças no teu rolo, não!

— Como cê tem certeza que não foi eles?

— Pra que eles iam querer isso e cê nem tava aqui quando eles vieram, cabeção. – Jennie ia retrucar dizendo que apareceu sim, mas lembrou que saiu antes de ser vista. – E nem tinha como catar, cê nunca tirava aquela coisa boba pra nada. – Ele deu um cafuné e se afastou rindo, enquanto Jennie não sabia se ficava confusa ou brava.

inversivel.com, o fragrante conto minissérie, envergonhada, encabulada, sem jeito, misael mendes, inversível, inversivel

Só de pensar que a correntinha esteve guardada com Simey, o rosto corou, se tivesse falado logo com ele não tinha se chateado à toa, agora já era, pelo menos ele não tinha comentou nada com Cindy, assim, se ninguém sabia, era melhor abafar o caso.

Havia um forte motivo pra deixar a história pra lá – embora não tenha sido nada fácil abrir mão do objeto querido. Quando o irmão sugeriu que ela devia ter perdido quando fez a entrega, ela afirmou que não, só que ele insistiu pra saber como tinha sido, então Jennie, sem jeito, contou.

“Se soubermos fazer as perguntas, as respostas podem ser encontradas.”

— Vixe, foi lá mesmo que cê perdeu! Cê se empolgou com o carinha só de toalha e nem viu cair. – E ele se rachou.

— Claro que não! – Ela bateu o pé, convicta que isso era algo impossível de acontecer.

Mas o pior é que tinha sido exatamente essa a causa do sumiço, após quebrar a cabeça, reconstituindo os passos antes da portada na cara, Jennie conseguiu lembrar como podia ter perdido a bendita da corrente, provavelmente foi na hora que um calor, vindo sabe-se lá de onde, surgiu ao ver Simey só de toalha, obrigando-a a se abanar, como ela era conhecida por ser estabanada e pra ajudar ainda estava com a atenção bem ocupada, ela deve ter enroscado a mão na corrente, que por ser fina acabou quebrando e caiu, só que Simey não disse nada.

Veja também  Cansado daqui, ele foi, entre as nuvens, curtir o vento da liberdade (In memorian)

inversivel.com, o fragrante chama no probleminha conto minissérie, pensando, refletindo, misael mendes, inversível, inversivel

— Será que ele fez isso de propósito só pra ter uma desculpa pra falar comigo? – Mal sabia ela que foi o astigmatismo dele que não o deixou ver nada, daí ia ficar difícil avisar o que tinha acontecido.

A medida que Simey foi sendo deletado da memória, a chateação pela perca da corrente também desapareceu, assim deixou-se levar pela vida, embora tenha sentido falta daquele perfume bom que nunca mais encontrou em nenhum outro carinha que conheceu.

Jennie estava no seu dia de descanso, como não tinha o que fazer, ficou gastando suas horas diárias de navegação na Web todas no Face, hoje ela podia se dar ao luxo de ultrapassar o limite.

Descendo o feed, entre curtidas e comentários aleatórios, iam surgindo coisas engraçadas e ela rolava pela cama – não é à toa que o Brasil é o rei dos memes, tendo inclusive participado de guerra memeal e até exportado memes pra outros países, afinal somos conhecidos pela zoeira never ends e pelas mentes criativas, ainda mais quando o assunto é bobeira!

Quanto mais posts via, mais coisa engraçada aparecia, foi quando surgiu uma notificação, mas ela não era de atividade e sim de solicitação de amizade, quando apertou no ícone, até levantou, se ajeitando como pode.

inversivel.com, o fragrante chama no probleminha conto minissérie, parem o mundo que eu quero descer, misael mendes, inversível, inversivel

— Para o mundo que eu quero descer! – Ela ficou bege. – Mas como? Ele não tinha perfil, daquela vez procurei pakas e nada!

E agora lá estava, bem na cara dela, uma solicitação de amizade de Simey, na mesma hora a vontade de levantar apareceu, então largou o smartphone na cama e correu pra escovar os dentes, tomou banho, daí se vestiu e foi tomar café. Só depois de dar uma boa enrolada pela casa é que voltou pra pegar o iPhone e bastou desbloquear a tela pra solicitação berrar na cara dela.

— Droga! O que faço agora? – A indecisão a deixou inquieta e ela ficou andando por todo quarto.

Se fosse alguns meses atrás, ela teria adicionado Simey sem nem piscar, na verdade, nem teria esperado ele enviar a solicitação, ela mesma teria feito isso, mas como ele não existia na rede não conseguiu adicioná-lo e agora que ela “praticamente” o tinha esquecido, o boy ressurgia, assim, do nada?

Talvez isso não fosse um bom presságio, podia até ser que o destino estivesse sinalizando pra deixar isso quieto e apenas ignorar ou recusar o pedido de amizade, sua melhor amiga certamente a teria aconselhado a bloquear e até mesmo denunciar o perfil dele.

— Ah… que se dane, não sou a Vee! Posso adicionar quem eu quiser e se ele me encher o saco é só bloquear. – O coração disparou, enquanto sentia uma tremedeira, como se tivesse cometendo algum crime, mesmo assim aceitou o pedido, algo lá dentro gritava que ela devia dar uma chance, nem que fosse se arrepender depois.

inversivel.com, o fragrante chama no probleminha conto minissérie, recebeu a mensagem, recebendo mensagem iphone celular, misael mendes, inversível, inversivel

Foi aceitar a solicitação e já apareceu uma notificação de mensagem.

— Nossa, rápido ele! – O coração só acelerou mais, enquanto os tremores se intensificaram e o ar ficava mais pesado.

Só que quando viu a mensagem, não era nada demais, apenas uma notificação automática dizendo que agora que eram amigos ela podia enviar um oi pra ele.

Veja também  Nada [in]definido, numa inconstante conjunção

Demorou alguns dias e nada de Simey se manifestar, cansada de esperar, ela deu o primeiro passo e foi nas fotos dele, só haviam quatro, então curtiu a que ele estava mais bonitão e uma da família, não queria dar bandeira curtindo todas as fotos. Um tempo depois Simey fez o mesmo e curtiu algumas fotos dela, assim ficaram nessa brincadeira, de trocar curtidas, cada um amava o que o outro postava.

Até que Jennie postou uma foto e ele comentar que tinha adorado, ela respondeu que o irmão a achou perdida no celular e enviou dizendo que estava legal, daí resolveu postar, logo embaixo ele respondeu que concordava total.

inversivel.com, o fragrante chama no probleminha conto minissérie, pensativo, misael mendes, inversível, inversivel

No dia seguinte Simey mandou uma mensagem com um print, dizendo que só dava notificação dela.

— É que o Face não quer deixar você me esquecer.

— Certeza que é o Face? 🤔

— Tá… posso ter ajudado um pouco, mas funcionou?

— Sim… 😂😂😂

Jennie descobriu que era legal conversar com Simey, mas apesar de se mostrar interessado, ele demorava nas respostas, de troco, ela fazia o mesmo, pois não queria mostrar que estava desesperada por atenção, ainda mais a dele, então tentava ser apenas educada e simpática. Até que um dia a conversa se estendeu um pouco mais.

— Faz tempo que cê tem Face? – Ela aproveitou pra matar a curiosidade que já incomodava a algum tempo.

— Não! Na verdade, sim!

— Sério? Nunca te vi nos amigos da minha mãe. – Como se tivesse sido assim que ela descobriu.

inversivel.com, o fragrante chama no probleminha conto minissérie, tinha a conta faz tempo, misael mendes, inversível, inversivel

— Faz uma carinha que tinha esse, mas desativei, não curto essas paradas.

— E por que reativou?

— Pra trocar ideia com os parças… 😋

— Que legal! E deu certo?

— Nada! Eles quase nunca entram, mas de quebra achei uma mina que me dá maior atenção. 😎

— Será que ela não tá só sendo educada?

— Pode ser, mas não tem problema, pela menos a gente tá conversando agora, de boas.

— Isso que importa, né?

— Verdade! Eu queria te dizer uma coisa…

— Diz aí.

— Ah, não… acho melhor deixar…

— Tá!

inversivel.com, o fragrante chama no probleminha conto minissérie, sumiu de novo, ficou deserto, misael mendes, inversível, inversivel

Depois dessa conversa ele acabou sumindo de novo, até ela postar uma foto com a legenda “Se soubermos fazer as perguntas, as respostas podem ser encontradas.”, pouco depois ele comentou que Jennie podia perguntar o que quisesse, mas antes devia se perguntar se saberia lidar com as respostas, pra fazer graça ela disse que depois dessa tinha até ficado com medo.

Claro que no comentário ela foi bem política, afinal, não estava em nenhum reality show pra ficar se expondo, mas ficou toda elétrica ao ver o que ele tinha respondido, então enviou uma mensagem com o print do comentário, dizendo que ele mal falava com ela, mas daí foi e fez um comentário daqueles, quando ele respondeu, disse entre risos, que só queria ver qual ia ser a reação dela.

Quando visualizou a mensagem, Jennie pensou e resolveu não responder, pelo menos achou que ignorar seria melhor, pois era péssima com joguinhos e por mais que tenha tentado isso no começo, não estava afim de continuar nessa, pois tudo levava a crer que Simey só estava zoando com a cara dela. Ele dava altas indiretas que, às vezes, ela caía, embora contornasse depois, só que só ficava nisso, além da demora nas respostas – era bem ruim ter que esperar tanto, quando a vontade era passar o dia todo conversando com ele, mas apesar da tentação, ela permaneceu firme.

“A gente não pode ter tudo que deseja, existem coisas que devem permanecer apenas como ideais, sem nunca se concretizar, pois conseguí-las é o mesmo que desejar mais dor e tristeza, além do que já nos está destinadas.”

A cota de paciência pra continuar preenchendo a listinha da conquista já tinha se esgotado bem antes, Jennie tinha provado que não valia a pena insistir quando a intuição dizia pra nem perder tempo, pois no fim o carinha fofo era mais um que só queria ficar e nada além disso.

Veja também  “The Cure”, de Lady Gaga, já é 1ª na iTunes

Ela não entendia por não podiam ficar logo de uma vez, pois gostava mesmo dele – talvez a impossibilidade de ficarem juntos é que o tornasse tão interessante – mas depois de descobrir o que era o amor, parece que tinha ficado mais sensível, por isso não conseguiu chamá-lo no probleminha, antes esperou, mas percebeu que, no fundo, Simey era igual aos outros garotos, só a estava fazendo de boba.

Os dias passaram e, apesar de não ter dito nada, de vez em quando abria a conversa pra ver se Simey estava on-line ou tinha respondido algo, já que normalmente demorava pra aparecer notificação quando alguém enviava mensagem, isso quando aparecia, mas além dele não responder, nunca estava por lá quando ele entrava.

inversivel.com, o fragrante chama no probleminha conto minissérie, ficou procurando, saiu caçando, misael mendes, inversível, inversivel

Revendo as conversas, Jennie chegou na primeira e abriu o print que ele tinha mandado, olhando a tela atentamente viu que no dia ele ouvia uma música, correu pro YouTube pra ver se era boa, acabou curtindo de primeira, como estava ativada a opção de reprodução automática, começou a tocar outra música das mesmas artistas e essa era ainda mais bonita que a outra, encantada com a música, ela até esqueceu que não estava mais falando com Simey e compartilhou o link, dizendo que tinha lembrado dele e talvez ele fosse curtir a música.

Só que ele não chegou a ver a mensagem, na verdade, pareceu que nunca mais retornou ao Face, daqui a pouco era capaz de dar até dengue de tão parado que estava, assim Simey sumiu outra vez, abandonando totalmente o perfil e deixando Jennie com o peso da culpa proporcionada por seu orgulho idiota que a atrapalhou mais uma vez, mas talvez aquela tivesse sido a escolha certa – embora ela não se sentisse ganhando com isso.


#proximoepisodio
A mãe de Jennie suspeitou que havia algo errado com ela e tentou descobrir o que estava acontecendo, mas sem paciência pra pensar nisso, ela resolve passar o dia todo no quarto, até que um convite inusitado a deixa animada a ponto de querer sair.

Só que a decisão que pareceu tão legal, acabou se tornando um incômodo, assim que se acendeu a luz – antes tivesse ficado no escuro de seu quarto – e um encontro inesperado acontece. E, se foi difícil segurar a vontade de fugir de tudo aquilo, o final ficou tão bom que ela até perdeu o controle do próprio corpo.

Ósculos e amplexes,
misael mendes assinatura, misael mendes sign

 

 


xXx


Also published on Medium.

Um cara totalmente apaixonado por música, se deixar ele não quer fazer nada sem uma boa trilha sonora. Amante de fotografia, livros, animais e comida boa – principalmente a da mãezona.
Criou o blog e o canal pra compartilhar sua visão inversível da vida.