Poesificando: O dia que a gente não queria ter vivido
Poesificando: A benção que você nasceu pra ser
Poesificando: Deixa ir o que sentido perdeu
Poesificando: Coisa mais linda é você
Benção é dádiva, motivo pra nos fazer pular ou mesmo chorar de alegria. Assim foi a chegada de Julinha, que tanto amor e luz trouxe pras nossas vidas. Tudo era motivo de festa, apenas pelo fato dela existir entre nós.
A beleza de quem amamos é luz, caminho que conduz na direção da segurança, da paz e da felicidade. Ainda que a escuridão alcance nossos dias, é possível nela encontrar porto seguro.
block
Articulário: Exercitando a alma
Articulário: Tropeços que mudam destinos
Nascemos pra sorrir. Antes mesmo de nossa formação completa e de sermos observados por qualquer pessoa, um sorriso já se formava em nossos rostos. Mesmo bebês em estágio de desenvolvimento no útero sorriem.
A queda costuma estar associada a redenção, por lembrar de nossa proximidade ao chão, de sermos apenas pó. Dessa forma somos expurgados do orgulho, de nossa segurança e recursos, enquanto sofremos mudanças e amadurecemos.
O sofrimento e a tristeza podem nos levar pras profundezas do abismo, onde é difícil enxergar além da dor. Mas nossa insistência no erro também pode deformar a realidade, ao nos lançar no mesmo poço de escuridão.

Receba histórias fresquinhas

Inscreva-se pra receber novas postagens assim que saírem do forno

block
Poesificando: O dia que a gente não queria ter vivido
Poesificando: A benção que você nasceu pra ser
Benção é dádiva, motivo pra nos fazer pular ou mesmo chorar de alegria. Assim foi a chegada de Julinha, que tanto amor e luz trouxe pras nossas vidas. Tudo era motivo de festa, apenas pelo fato dela existir entre nós.
block
Receba histórias fresquinhas
Inscreva-se pra receber novas postagens assim que saírem do forno