.inversível
imersão na essência

Nome e vestimentas de santo

Aparência é capaz de muitas coisas – inclusive proporcionar sentenças menos duras durante julgamentos. É inegável o poder de atração que o belo exerce sobre nós, ainda mais quando somos envolvidos por seus encantos – que proporcionam o prazer de se sentir especial, pelo menos enquanto se tem a atenção do ser de grande beleza.

Vivemos numa sociedade que cultua a aparência, onde o número de curtidas mostra o valor que se dá a ostentação do belo, resultando num feed personalizado pra encantar e nos fazer passar mais tempo obssecados pelo inalcançável ou incomum, mas a aparência pode enganar – até ser mortal. Exterior não retrata a essência com exatidão – talvez até a saúde física ou emocional – e pode ser que as fotos tão sedutoras apenas exibam um sepulcro caiado.

Interrompido – Neblina que dissipa (Episódio 19)

Tão desconcertado Luan ficou com tamanha lucidez a lhe atingir que demorou pra perceber o milagre que aconteceu consigo.

Tão desconcertado Luan ficou com tamanha lucidez a lhe atingir que demorou pra perceber o milagre que aconteceu consigo – quando se dá conta havia atraído a atenção da geral. Mesmo feliz, ele tem de encarar um dos momentos mais tristes e emocionantes: se despedir de Socorro – a quem acabou por se apegar.

Uma ligação inesperada deixa o garoto contente, a ponto de dar pala. A narrativa traz um tom de profundidade ainda maior a história de Lourdes e como ela foi resgatada de uma dor irreparável, além da salvação que alcançou o ateu – não mais tão convicto – doutor Pedro Gonzaga.

Aquilo de que mais preciso

Sem energia corpo algum pode se mover, ficando em estado de repouso. Como propriedade da matéria, a inércia fará o possível pra continuar do mesma jeito e, a menos, que haja o que lhe conceda força não há como sair da estagnação – isso se o corpo não definhar, já que sem energia a vida fica impossibilitada e ocorre a putrefação.

A forma de se conceder energia ao corpo é através da alimentação – embora ela não seja ultilizada apenas pra saciar essa necessidade fisiológica básica – mas há mais coisas que precisam de força e que nem mesmo a dedicação na musculação pode resolver.

Interrompido – Do jeito mais cruel (Episódio 18)

A visita com que Lourdes se depara não foi a última pessoa a esperar e esse encontro teve um profundo impacto sobre ambas.

A visita com que Lourdes se depara não foi a última pessoa a esperar – se quer imaginou que ela podia aparecer ali – e esse encontro teve um profundo impacto sobre ambas. Sem perceber a pessoa desaparece, em seguida ela se sente puxada pra um imenso abismo, ávido por devorá-la, enquanto sentia a pior dor do mundo.

Após Socorro encerrar a história, Luan sentiu haver algo por trás de tudo aquilo e, impulsionando pela percepção começou a investigar meticulosamente o assunto, mas o que encontrou o fez recordar coisas difíceis, descobrindo o real motivo de seu acidente.

Esse é mais um dia daqueles

No que mais um dia de trabalho – sob o sol de verão, sendo levado por coletivos, de um lado pro outro, pra visitar lugares desconhecidos, enquanto o Google Maps é quem ditava a rota – poderia resultar?

Esse pode até não ter sido o seu caso – ou talvez sim – mas a percepção que veio a partir daí são de uma profundidade que você já deve ter experimentado, contudo, sem entender a importância do que esse momento de bad queria lhe proporcionar.

Cigarra e Formiga – Uma reinterpretação atual

Cuidado com as aparências, julgar tendo isso como referência pode não ser uma boa e levar a uma fria, maior que o inverno lá fora.

Cuidado com as aparências, julgar tendo apenas isso como referência pode não ser uma boa e acabar levando a uma fria – até maior que o inverno lá fora.

Prepare-se pra uma releitura de uma das fábulas mais conhecidas e, talvez, seja melhor fazer isso mesmo, afinal, você está prestes a descobrir uma das versões mais humanas, diferente de tudo o que ouviu, leu ou mesmo imaginou. Além das implicações tragas por essa reinterpretação, você ainda será confrontado com o que pensava ser verdades estabelecidas, ao descobrir, por exemplo, a farsa das quatro estações.

Interrompido – Nada é absoluto (Episódio 17)

Buscando se localizar na escuridão, Lourdes se tranquiliza com a realidade, mas o real pode ser ainda mais assustador.

Um grito rasga a madrugada, buscando se localizar na escuridão, Lourdes se tranquiliza com a calmaria da realidade, mas vai perceber que o real pode ser ainda mais perturbador que o macabro pesadelo, pois nas sombra dos corredores do hospital, um plano nefasto pra por fim na vida de Cadu, parece se ocultar – ou tudo seria apenas a forma de Lourdes lidar com a culpa?

Independente de existir ou não alguém pra responsabilizar pelo que aconteceu, havia algo do qual não dava pra fugir e será preciso muita garra pra poder encarar.

Velocidade (Que a poesia alcançou)

Bastou apenas um átimo pra ele começar a acelerar e, sem respeitar qualquer tipo de sinalização ou se atentar a limites, seguiu numa velocidade assustadora, deixando pra trás qualquer controle que se imaginou ter sobre si, seguindo em incontáveis desdobramentos.

Pelo espaço se deslocou sem atentar pra tempo, nem mesmo barreiras físicas ou subjetivas foram capazes de lhe deter ou impedir seu contínuo fluxo, seguindo numa enxurrada sem pretensão de chegar a lugar algum, apenas de arrastar o máximo de coisas pelo caminho. Tentar acompanhá-lo talvez não seja tão simples fazer, pois há a chance de se perder ou ficar pelo caminho.

Interrompido – Espírito de morte (Episódio 16)

O espírito de morte começa a rondar o quarto de Cadu, ao sentir sua tenebrosa e opressora presença, Lourdes a expulsa.

O espírito de morte começa a rondar o quarto de Cadu, ao sentir sua tenebrosa e opressora presença, Lourdes a expulsa dali, mas talvez estivesse sem autoridade suficiente, pois na sequência recebe uma visita que lhe desperta contraditórios sentimentos, deixando-a confusa e revoltada e, antes de ter condições de reagir, a figura desaparece misteriosamente.

Sentindo pesar o cansaço de tanta entrega, uma solidão esmagadora lhe aperta o coração e Lourdes confessa ao filho já estar exausta, mas as implicações desse desabafo a deixam transtornada.

Até quando isso vai continuar?

A gente se permite tanta coisa, sendo levados de um lado pro outro, como se não tivéssemos o governo de nós mesmos, assim a gente só vai e se joga na pista, sem atentar que exatamente ali é onde os veículos vem numa velocidade muito mais alta e que estamos expostos a um perigo sem precedentes.

Existe um momento onde se faz necessário dar um basta, pondo um fim naquilo que não condiz com quem realmente somos, onde é preciso parar de aturar os abusos que servem apenas pra distorcer nossa essência.

Interrompido – Os olhos não veem (Episódio 15)

Um mergulho no passado revira coisas enraizadas a tempo suficiente pra tornar o coração envolto por uma crosta rígida.

Um mergulho no passado revira coisas enraizadas a tempo suficiente pra tornar o coração envolto por uma crosta rígida, embora sentimentos continuem pulsando ali – ainda que com certa dificuldade – mas as revelações que trazem libertação, também carregam a dor dos traumas vividos e desconhecidos por Lourdes.

A visão do não dito, evoca fortes cenas sobre o momento do atropelamento de Cadu, deixando Lourdes impressionada apenas de ouvir – quanto pior devia ter sido pro marido que viveu aquilo?

Quando grita o desespero em mim

A vida não é composta apenas de sentimentos bons e de celebração, também há momentos ruins e quando chegam parecem fazer teto e mundo desabar, enquanto o chão tenta puxar pro fundo de um poço sem fim, nesse instante tudo o que se quer é gritar, pra ver se arranca do âmago da alma o que causa tanto sofrer.

Porém, mesmo com lágrimas embaçando a visão e que a vontade seja se lançar ao desespero, é preciso prosseguir, continuar caminhando. Se entregar tornará apenas tudo mais difícil, além disso, existem responsabilidades a cumprir, mas também o que pode ajudar, sem qualquer custo elevado e de fácil localização.


Página anterior Próxima página