Mês: <span>janeiro 2020</span>

Depois da chuva (Quando ela se foi)

Há anos é esperado um tempo de seca sem precedentes, prenunciado pela ficção e que tem levado grandes industrias de bebidas a investir e adquirir fontes naturais de água potável.

E se as comportas do céu realmente se fechassem, deixando de enviar a chuva? O que será que aconteceria com a gente, com os animais e toda natureza?

Talvez haja ainda mais implicação nisso tudo do que a sede, como nossos sonhos e esperanças que também podem ser atingidos.

Prestígio – Pro dia nascer feliz (Episódio 3)

O que é preciso pra fazer o dia nascer feliz, o tempo agradável, a promessa de algo bom que está por vir ou apenas a velha e boa disposição? Pra Alexey foi tudo isso e um bocado mais, que só serviram de motivo pra ele sorrir à toa tinha de sobra – coisa que ele foi fazendo logo que abriu os olhos.

Vendo que a sintonia era forte, ele ficou mais empolgado pra ver Lara de uma vez – tanto que precisou correr pra dar uma aliviada – mas quando saiu de casa ela se quer respondeu.

Sono (Ao fechar os olhos meus)

Apesar da ciência ainda não poder explicar completamente o sono, ele é essencial pra que nossa mente continue funcionando corretamente e, enquanto os olhos permanecem fechados, ela vai criando sonhos e organizando lembranças e pensamentos.

O sono pode embelezar, já que permite o corpo descansar e ficar renovado, mas também pode servir de alívio ou remédio, já que suprime pensamentos ruins, calando aquelas vozes que não dá pra silenciar apenas pensando coisas boas.

Prestígio – Vegan é mais saudável (Episódio 2)

Segundo o ditado, a gente é o que come, isso é tão verdade que nossos gostos e preferências acabam falando bastante sobre quem somos, além de refletir nas nossas escolhas.

Criada entre as panelas, ela passou por muita coisa desde pequena, mas a maior mudança veio quando a mãe recebeu um diagnóstico inesperado.

Além de conhecer um pouco mais sobre Lara, esse episódio é pra encher os olhos e fazer a boca salivar, já que de coisa gostosa ela entende bastante.

Flamejante verdor (Seus olhos em minha mente)

Sabe quando a pessoa é tão especial que a gente só consegue pensar nela e com isso acaba vendo-a em lugares que sabemos que ela não podia estar, ainda assim, ali, ela aparece?

Foi exatamente isso que aconteceu naquela tarde, mais uma vez a luz, de verdes olhos brilhantes, reluziu, revirando sentimentos, causando sensações e despertando desejos. Só que a aproximação mostrou não ser a mesma que tinha antes resplandecido, assim o desconhecido e frio brilho serviu apenas pra trazer confusão e aumentar a vontade daqueles olhos verdes.

Prestígio – Pega no ar (Episódio 1)

Alexey conheceu Lara e de cara já ficou maior a fim dela, só que acabou perdendo o interesse rapidamente, mas talvez o fato dela não estar tão interessada fosse só coisa da cabeça dele. Exatamente quando ele se jogou a conversa ficou ainda mais gostosa.

O papo serviu pra mostrar o quanto ela era perfeita, talvez até demais – inclusive, a ponto de ser um algoritmo de inteligência artificial – embora ela tenha insistido que se tinha alguém engando o outro só podia ser Alexey.

Escuridão (Onde a luz busquei)

Pra se chegar a Roma existem vários caminhos, mas será que o mesmo pode ser dito quando procuramos a verdade? Quando queremos encontrar iluminação?

Pode ser que a opção escolhida seja exatamente o que esteja nos fazendo ficar perdidos, indo na direção que apenas traz mais confusão que esclarecimento. E se a luz encontrada não passar de trevas?

Pose – A hora do pesadelo (Thriller III)

Jean consegue se livrar da coisa estranha que pulou nele, mas fazer isso acabou não sendo uma boa ideia. De volta pro quarto, algo ainda mais assustador o pega no meio da escada e, paralisado de medo, ele se torna presa fácil.

Devido tanta coisa estranha acontecendo numa noite só, ele nem conseguiu dormir direito, aí acabou acordando em cima da hora, mas pelo menos descobriu de onde vinha o som metálico.

Depois de ficar com Kylie as coisas se tornaram mais fáceis entre eles – intimidade que fala, né!? – e Jean descobriu o poder que o beijo tem pra liberar felicidade, mas foi depois daquele beijo que ele começa a viver um verdadeiro inferno – algo que nem mesmo o pior pesadelo conseguiu criar.

Luz do sol (Se a manhã me desse)

A luz que vem do sol ilumina os dias, as noites, caminhos e o universo, desenhando arco-íris no céu. E se a manhã te desse um pequeno raio de sol, o que seria possível fazer com ele?

Isso pode até ser algo “impossível” de acontecer casualmente, mas assim como é possível tocar as estrelas mergulhando no mar, talvez o raio de sol não esteja tão distante. Ele pode estar mais perto do que se imagina, tornando desnecessário subir ao céu pra contemplar seu brilho.


Previous page Next page