lucidez

O torpor que debruçado senti

Debruçado sobre a mesa passou o tempo, se foi o dia e muita reflexão surgiu, enquanto o vento soprava janela adentro deu pra pensar muito.

Debruçado sobre a mesa passou o tempo, se foi o dia e muita reflexão surgiu, enquanto o vento soprava janela adentro deu-se pra pensar muito e entender bastante coisa, pelo menos foi o que me pareceu estar fazendo por todo aquele tempo em que estive ali curvado.

A percepção do tempo se altera dependendo de inúmeros fatores que fazem com que tenha uma passagem diferente. Da mesma forma nosso entendimento das coisas e daquilo que parece nos proporcionar prazer e segurança também pode mudar de forma inesperada.

No deserto vi a maldade em mim

Por que é que a gente sofre tantas coias ruins? Qual a causa de tanto mal pra humanidade e por que D-s não faz nada?

Por que é que a gente sofre tantas coias ruins? Qual a causa de tanto mal pra humanidade e por que D-s não faz nada, enquanto tudo parece caminhar a passos largos pra destruição, sem direito algum a retorno ou qualquer chance de final feliz?

A gente costuma procurar no outro – ou mesmo em D-s – o motivo das coisas não estarem bem, mas quanto será – das decisões que tomamos ou daquilo que a gente resolve não agir – está sendo responsável pelo que a gente tem passado?

No cume do Monte foi onde cheguei

Às vezes precisamos tomar decisões que nos levam a escolhas difíceis e que podem resultar em um esforço grande, além de cansaço.

Às vezes precisamos tomar decisões que nos levam a escolhas difíceis e que podem resultar em um esforço grande, além de cansaço, mas quando a gente deixa de encarar a “tarefa” como algo complicado e se dispõe a fazer, pode aprender importantes lições, talvez a principal delas seja o que de bom a gente encontrou pelo caminho.

Entretanto, quando se olha, do ponto em que chegamos, pra trás é que vemos o quanto foi necessário tudo aquilo que a gente passou pra chegar até ali e como cada decisão foi importante.

Página anterior Próxima página