chuva

Áptero – Quando a liberdade as asas abriu

Sem possuir a liberdade de seu sonho mais ousado, ele sobrevoava o céu através da mente cheia de esperança

Sem asas, o que lhe restava era contemplar a imensidão celeste, onde a ave mais majestosa carregava o alvorecer, tornando belo o horizonte e cheio de cor de um dia perfeito. Até o céu se revoltar e o vento vir com violência sobre ele.

A segurança a desabar do céu

A chuva a desabar do céu pode trazer mais que água pra regar a vida, talvez seja um convite pra chovermos liberdade

O céu cinzento avisa que a chuva vai cair. Algumas tratam procurar abrigo, outros se preocupam se ela vai atrapalhar seus planos, tem quem se assuste e aqueles que enxergam na tempestade o mistério da insondável grandeza se aproximando de nós.

Depois que a chuva se foi

Há anos uma seca é prenunciada pela ficção, levando industrias de bebidas a adquirir fontes naturais de água

O que seria de nós e desse mundo se as comportas do céu fechassem, deixando de enviar a chuva? Não apenas haveria a morte por sede, mas o fim de nossos sonhos e esperanças que acabariam secando por completo.

Página anterior Próxima página