sem sono

Velocidade (Que a poesia alcançou)

Bastou um átimo pra ele acelerar e, sem respeitar qualquer tipo de sinalização ou se atentar a limites, seguiu numa velocidade assustadora.

Bastou apenas um átimo pra ele começar a acelerar e, sem respeitar qualquer tipo de sinalização ou se atentar a limites, seguiu numa velocidade assustadora, deixando pra trás qualquer controle que se imaginou ter sobre si, seguindo em incontáveis desdobramentos.

Pelo espaço se deslocou sem atentar pra tempo, nem mesmo barreiras físicas ou subjetivas foram capazes de lhe deter ou impedir seu contínuo fluxo, seguindo numa enxurrada sem pretensão de chegar a lugar algum, apenas de arrastar o máximo de coisas pelo caminho. Tentar acompanhá-lo talvez não seja tão simples fazer, pois há a chance de se perder ou ficar pelo caminho.

Página anterior Próxima página