horror

Letargo – O dissolver da consciência

Sua existência começava a se desfazer, mas desobedecer à ordem de restrição só lhe trouxe um horror inconcebível

Naquele quarto vazio onde a vida e a existência se desfaziam, tudo o que ela conseguia fazer era encarar as paredes cobertas de solidão e uma frieza que aos poucos lhe devorava as memórias, até ela desobedecer à ordem de restrição.

Brandor – Conforto que paralisa

A cama é refúgio que concede conforto e descanso da fadiga, mas também é o local onde estamos mais expostos

Um dia produtivo traz mais que realizações, também deixa o corpo moído, necessitando de cama com urgência. Mas o conforto que entorpece os sentidos, além de agradável pode ser mortal.

Repelo – Jogando com a escuridão

Eles não deviam mesmo ter escolhido a noite mais sombria e aquela hora maldita pra assistir filme de terror

A escuridão não sabe jogar. Tudo o que ela faz é profundo, caótico e mais sério do que nossa frágil consciência consegue absorver antes de colapsar, mediante os horrores que podem se revelar ao cair das sombras mais escuras.

Apetência – O sabor do sono

A escuridão a fez despertar de madrugada e tudo o que ela experimentou depois disso só piorou seu mal-estar

Um mal-estar já é desagradável, mas se isso acontece em meio a escuridão pode significar algo ainda pior que a zonzeira e a ânsia de vômito. O melhor é manter os olhos bem fechados e ignorar tudo o que você sentir ou ver.

Página anterior Próxima página