dor crônica

O pavoroso berro da dor

Apesar do consenso da dor se tratar de algo desagradável, cada um de nós a "experimenta" de forma singular

Como nosso cérebro é quem decide se o corpo dá ou não atenção a dor, ele pode enviar uma mensagem de volta aos nervos pra silenciá-los se achar a situação segura ou que essa ação seja necessária.

Página anterior Próxima página