• Bala [ entorpecente ]

    Bala, balinha, baleta, balinha colorida, pastilha, E, ecstasy, Stacy ou Helena, trata-se do princípio ativo MDMA (metilenodioximetanfetamina) da anfetamina. Embora a versão atual possua menor concentração do ativo sendo, geralmente, uma mistura de speed, efedrina, cafeína, ketamina e algum ácido.Disponível em forma de pílula, entre 20 a 60 minutos após ser ingerida, causa euforia, bem-estar, leveza, alegria e sensação de poder. Além de deixar o usuário mais comunicativo, simpático e com melhor desempenho intelectual, ainda reduz apetite, medo, ansiedade e insegurança. Cheio de energia, é possível dançar por horas, o que pode resultar em extrema fadiga, tensão muscular, febre ou resfriados, no dia seguinte, devido à queda do sistema imunológico.Com efeitos que podem durar até 8 horas, a líbido aumenta, causando imenso prazer ao tocar e ser tocado, apesar de ereções são pouco comuns. Inegavelmente, mais que prazer, beijos acabam se tornando uma necessidade, já que a boca fica inquieta, com os dentes rangendo (bruxismo) e a pessoa pode acabar mordendo a própria língua. Por evitar travar a mandíbula (trismo), alguns apelam pra pirulitos, já que podem ficar mordiscando o pauzinho após terminar de chupá-lo.Mesmo não provocando dependência, o abuso da substância, pode ter como resultado ansiedade, ataques de pânico, instabilidade de humor, insônia, desarranjos estomacais e convulsões. Além de problemas dermatológicos, danos ao fígado, coração, cérebro, morte dos neurônios, subnutrição, alucinações, psicose e depressão.Como a droga faz a temperatura corporal subir, pode haver morte por hipertermia ou mesmo intoxicação hídrica e hiponatremia, caso se beba água em excesso.
  • Calvin Klein [ entorpecente ]

    Mistura de Key (Ketamina) com cocaína, mistura que pode aumentar a sensação de prazer, mas ser extremamente perigosa.
  • Doce [ entorpecente ]

    O doce, ácido, papel ou lisérgico trata-se do LSD (dietilamida do ácido lisérgico), uma substância psicoativa que não possui odor, sabor ou cor. Apesar de ter uma potência 300 mil vezes maior que a da maconha, ele não causa dependência.O tipo mais comum de ser encontrado é em papel, mas também existe a versão líquida, em cápsulas, gel ou gelatina. Após ingerida, vial oral, seus efeitos podem durar de 5 a 12 horas, reduzindo medo, cansaço e proporcionando relaxamento, alegria e desinibição. Além disso, altera os cinco sentidos, o prazer corporal aumenta, bem como a criatividade, apreciação musical e a reflexão.Ele aumenta a percepção visual, acrescentando, assim, formas geométricas, brilho e cores intensas, alternância de tonalidades e distorções que surgem independente dos olhos estarem abertos ou fechados.O abuso ou mistura da droga com outras substâncias pode causar pânico, tremores, tontura, náusea, parestesia, aumento da glicose, frequência cardíaca e pressão arterial. Além de proporcionar viagens horríveis, pode fazer perder o controle dos pensamentos, elevar a pressão arterial a ponto de causar convulsões.Posteriormente o usuário pode ter exaustão em excesso, tensão muscular, alucinações, delírios, instabilidade afetiva, depressão. Assim como, crônica diminuição da libido e alterações na capacidade reprodutiva e ficar mais propenso a contrair doenças, viroses e resfriados, já que a imunidade baixa de forma brusca. Seu uso a longo prazo pode ainda causar psicose e facilitar o aparecimento de surtos de esquizofrenia.O LSD já foi utilizado pra estudar as sensações de esquizofrenia, além servir no tratamento de alcoolismo e disfunções sexuais. Até que, na década de 60, que se popularizou graças ao movimento psicodélico, surgido na Inglaterra, dominando baladas e o cenário musical.
  • Entorpecente [ entorpecente ]

    Que entorpece; entorpecedor; droga; estupefaciente. Aquilo que age no sistema nervoso central, provocando estado de entorpecimento ou embriaguez, e que, em suma, acaba causando dependência e danos progressivos, tanto físicos, como psíquicos.
  • Entorpecentes [ entorpecente ]

    Que entorpecem; estupefacientes; drogas que agem no sistema nervoso central, provocando estado de entorpecimento, embriaguez. Mesmo toleráveis em doses altas pelo organismo, podem ter, como resultado, dependência e progressivos danos físicos ou psíquicos.
  • Estupefaciente [ entorpecente ]

    Que provoca costume e conduz a estado de privação, podendo levar à toxicomania; entorpecente; que causa grande espanto, assombro.
  • Gina [ entorpecente ]

    Di, Gi, Gê, Gina ou Ecstasy líquido, pode se tratar tanto do GHB (Ácido Gama Hidroxibutírico), como do GBL (Ácido Gama Butil-lactona). Ambos desidratam tecidos ao menor contato, mas enquanto o GHB é um claro, salgado e sem cheiro, o GBL tem um gosto mais amargo e odor químico.Com leis rígidas o GBH acabou sendo substituído pelo GBL, que se transforma nele no organismo, porém os efeitos podem ser mais fortes e imprevisíveis. Por outro lado, independente de qual seja usado, ambos contém solventes industriais e removedores de tinta.Transportado em frascos vazios de descongestionante nasal ou colírio, costuma ser diluído em água, ou refrigerante. Usuários costumam fazer uso de uma tampinha, já outros preferem meia tampa, caso não dê problema, usam a outra metade uma hora depois. Apesar disso, como a concentração varia, não existem doses seguras, a diferença entre a dose que faz viajar e uma mortal, pode ser mínima.Após ingerido, começa a fazer efeito cerca de 10 minutos depois, podendo durar por até 6 horas, proporciona euforia e relaxamento, além de aumentar o tesão e causar ereção involuntária. Usado geralmente pra acentuar efeitos de drogas como o ecstasy, seu uso constante gera tolerância, exigindo doses maiores e em intervalos menores.A mistura com álcool ou dosagem errada pode causar desorientação, tontura, vômito tremores, fortes ataques de ansiedade e desmaio. Quando o apagão acontece, o corpo desacelera, enquanto a substância age em todos os órgãos vitais, podendo gerar parada cardiorrespiratória, levando ao coma ou morte. Resumindo, caso aconteça o desmaio é necessário buscar ajuda médica.Por não possuir cor, nem cheiro, pode passar despercebido em bebidas, por isso é usado pra se cometer estupros ou furtos, o famoso "Boa noite, Cinderela".
  • Key [ entorpecente ]

    O K, Ketamina, Cetamina, Special K ou vitamina K é um forte sedativo sintético, utilizado como tranquilizante pra animais de grande porte, como cavalos. Como sua manipulação necessita de receita, a única forma de ser adquirido é em lojas de produtos veterinários ou de forma ilegal.Encontrada em estado líquido, é secada pra fazer o pó, mas também existe a versão em comprimido, menos comum. Ele pode ser inalando, adicionado a bebidas, desde que não seja álcool, ou misturada a água pra se injetar num músculo, mas nunca na veia. Além disso, pode-se misturar o pó a algum cigarro pra ser fumado.Após consumido, os efeitos podem durar de 45 minutos a uma hora e meia, caso cheirado, e até 3 horas se injetado ou engolido. Como resultado, o usuário fica anestesiado, mas também pode causar tontura, náuseas e vômitos, além de desorientação, visão embaçada, fala embolada e perca do tato.Pra se ter uma sensação mais prazerosa, costuma ser misturada com outras drogas e até medicamentos. Uma dose grande pode causar impossibilidade de locomoção, fala e até dificultar engolir e respirar, por até uma hora e meia. Apesar de morte por overdose ser rara, a pessoa pode se engasgar com o próprio vômito, caso esteja desmaiada, além de precisar de doses cada vez maiores.Acima de tudo, o uso prolongado pode causar ansiedade, depressão, pensamentos suicida ou perda de memória. Além disso, pode agravar o caso de pessoas com ataques emocionais, pressão alta ou problemas do coração e causar graves complicações nos rins e infecções na bexiga.
  • Lança-perfume [ entorpecente ]

    O lança, lança-perfume, loló, cheirinho da loló ou bico verde, costumava ser produzido combinando éter, clorofórmio, essência de perfume e cloreto de etila. Atualmente, como o cloreto de etila se tornou inviável, acabou substituído pelo diclorometano.Seu uso se dá através da aspiração pelo nariz ou boca, agindo em segundos, e com efeitos que duram de 15 a 40 minutos. Como resultado, provoca euforia, excitação, alterações sensoriais e aumento dos batimentos cardíacos. Além disso, ainda pode causar tontura, formigamento da face e extremidades, e dormência.Em casos de abuso, o usuário pode ter convulsões, desmaiar, perder a capacidade cognitiva e até entrar em coma. Por consequência, no dia seguinte, pode haver dificuldade de concentração e locomoção, além de déficit de memória, apatia  e dor de cabeça. Já o uso prolongado, pode acarretar em depressão, lesões no fígado, medula óssea, nervos periféricos e rins.Como os efeitos costumam ter duração curta, os usuários acabam fazendo uso maior da droga, que pode sobrecarregar o coração, devido à grande exposição de adrenalina, causando arritmias, infartos ou mesmo a morte.O lança chegou ao país em 1906, ganhando popularidade no carnaval do Rio de Janeiro. A princípio, chegou era esguichado na multidão por crianças, por causa de sua sensação refrescante, além de exalar cheiro bom, por isso o nome lança-perfume. Dessa forma, as pessoas passaram a inalá-lo pra ter a sensação de excitação e alegria, mas após investigações que atestaram seu perigo, foi proibida a comercialização e importação dele, em 1961.
  • Mary Jane [ entorpecente ]

    Mary Jane, marijuana, baseado, beck erva ou maconha é uma droga psicoativa, ou seja, que altera o humor, feita dos botões e flores da Cannabis Sativa. Ela pode ser encontrada na forma de tablete ou como erva seca. A substância nela, responsável pelas sensações despertadas, é o THC (delta-9-tetrahydrocannabinol).Geralmente fumada em cigarros feitos à mão, pura ou misturada com fumo, ou em cachimbo, ainda pode ser ingerida, através de bolos ou bebidas quentes.Se fumada, os efeitos são imediatos e podem durar até 4 horas, causando relaxamento, expandindo a mente e aguçando a percepção. Além de tornar o usuário mais sociável, falante e risonho, mas ela aumenta o apetite, além de causar anestesia e sonolência, perca de memória recente e confusão mental. Ela ainda pode distorcer o senso de espaço-tempo, dificultando a coordenação motora.O abuso pode causar mal-estar, ansiedade, paranoia, pânico, alucinação, além memória fraca, dificuldade de concentração e falta de motivação. Viciante, sua fumaça é mais prejudicial que do cigarro comum, além de provocar câncer e problemas respiratórios. Uma alternativa é comê-la, mas dessa forma é mais difícil controlar a dosagem, além disso os efeitos são mais fortes.O nome Mary Jane surgiu por causa de Mary Jane Rathbun, uma senhora de 57 que vendia brownies de maconha, na década de 70, até ser detida e obrigada a prestar serviços comunitários. Como consequência, ela acabou tendo contato com doentes e descobriu que a maconha ajudava a aliviar dores crônicas.A erva ainda possui ainda uma série de nomes, como 4:20 ou 4i20, bagulho, lombra, marola, cangonha, banza, naronha, bango, dona Juanita, ganja ou ganza, Maria Joana, Skank, chá. Além disso, pode ser chamada de fumo, natural, liamba, buxa, kaya, stenorich, cânhamo, brenfa e thouze.
  • Metanfetamina [ entorpecente ]

    A Metanfetamina é uma droga que pode ser facilmente sintetizada em laboratórios caseiros, conforme mostrado na série Breaking Bad. Encontrada como um pó cristalino, inodoro e de sabor amargo, solúvel em água ou associações alcoólicas.Pode ser administrada por inalação, fumada, injetada ou ingerida, porém, em algumas delas, é reduzido o potencial de seus efeitos como, por exemplo, quando é ingerida. Como resultado produz euforia intensa, eleva a autoestima e energia, reduz o cansaço, necessidade de sono e o apetite. Além de aumentar a libido e o prazer sexual, seus efeitos podem se estender por até 12 horas.Em contrapartida, produz tremores, hipertensão, arritmia cardíaca, colapso cardiovascular, edema pulmonar, insuficiência renal aguda. Além de distúrbios do humor, comportamento violento, depressão, surtos psicóticos e AVC. O uso constante causa alterações neuronais irreversíveis, como resultado da redução de dopamina, levando a psicose, com os mesmos sintomas de esquizofrenia, associada a quadros de confusão, delírios e comportamento agressivo e envelhecimento físico.
  • Michael Douglas [ entorpecente ]

    Conhecido como MD, Michael Douglas ou Molly é a versão pura do MDMA, disponível em pó pra ser cheirado ou inserido por via anal. Ele estimula empatia, euforia e diversos efeitos prazerosos, além de aumentar a energia, temperatura corporal e até mesmo a líbido, embora não haja ereção.
  • Narguilé [ entorpecente ]

    Nargilé, arguile, water pipe ou hookah, é uma espécie de cachimbo de água, de origem oriental, utilizado pro fumo de tabaco aromatizado, maconha ou ópio. O fumo, conhecido como essência, é feito de tabaco, melaço e frutas ou aromatizantes. Existem aromas de frutas, florais, mel, e até mesmo de Coca-cola, vinho ou Red Bull.Apesar de refrescante, devido à água e a saborização, o tabaco não é filtrado e acaba sendo tragado em maior quantidade. Uma hora é o equivalente a fumar mais de 100 cigarros, ou seja, quanto maior a exposição, mais nicotina é absorvida pelo organismo.Além de causar dependência, o uso a longo prazo, faz surgir câncer no pulmão, boca e bexiga, doenças respiratórias, aterosclerose e doença coronariana. Devido ao compartilhamento do bocal, ainda podem surgir doenças infectocontagiosas, como herpes, hepatite C e tuberculose.O nome nargilé, vem do persa e significa coco, o primeiro recipiente usado pra consumi-lo. É provável que tenha surgido na Índia, como forma retirar as impurezas da fumaça, embora existam evidências históricas de seu uso na Pérsia e na Mesopotâmia. Quando chegou a China passou a ser utilizado pra fumar ópio, mas quando os árabes o descobriram, passaram a fumá-lo em grupos, hábito esse que espalharam pro ocidente.
  • Poppers [ entorpecente ]

    O poppers, também conhecido como incenso líquido, ouro líquido, nitrito de butila ou nitrato de amila. É um líquido que pode se tratar de nitrito de alquila, isoamila, isopentila ou isopropila, o isobutila também era usado até ser banido.Encontrada em vidros de 10 a 30 ml, costuma ser comercializado como desodorizador de ambiente e polidor de couro, já que sua venda é proibida. Ele costuma ser inalado direto do vidro ou através de um pano embebido com o líquido. Possui efeito imediato de calor, excitação, bem-estar e sensibilidade corporal, que duram cerca de 5 minutos.Também chamado de droga do amor, causa vasodilatação, relaxando músculos lisos da vagina e ânus, o que facilita a penetração, podendo aumentar o orgasmo. Além disso, também ajuda no sexo oral, reduzindo o reflexo de vômito, mas apesar do prazer proporcionado pode reduzir a capacidade de ereção.Inflamável, é preciso mantê-lo longe de chamas, assim como da pele e dos olhos, já que pode causar queimaduras. Por ter um efeito passageiro acaba sendo usado com maior frequência, reduzindo a sensibilidade a seus efeitos. Como consequência do abuso pode haver taquicardia, dores de cabeça e no peito, enxaquecas, náusea, vômito e redução da pressão arterial, ocasionando desmaios e perca de consciência. Além disso, causa alterações oculares, cianose na boca e mucosas, devido à falta de oxigenação, perda de coordenação e hemorragias nasais.Seu uso prolongado ainda pode levar à falência dos neurônios e deficiência cognitiva, inibindo o aprendizado e a memória. Definitivamente, ele jamais deve ser engolido, porque pode causar morte por parada cardíaca.A princípio, o poppers era usado em casos de infarto, já que causa vasodilatação, ou pra tratar envenenamento por cianeto. Seu nome se deve ao barulhinho que fazia ao ser quebrada a ampola no qual vinha.
  • Spacekey [ entorpecente ]

    Mistura de Key (ketamina) com balinha (ecstasy) triturada, o que pode aumentar a sensação de prazer, mas ser extremamente perigoso.
  • Tereza Cristina [ entorpecente ]

    Mistura de Spacekey, ou seja, Key (ketamina) e balinha (ecstasy) triturada, com Viagra. O resultando, além de aumentar a sensação de prazer, ainda permite ereção, mas pode ser extremamente perigoso.
  • Tina [ entorpecente ]

    A Tina, Christine, Ice, Speed, Cristal, Cranck, Meth, Crystal Meth, Yaba ou cocaína de pobre, é uma versão mais potente, e com alto grau de dependência, da metanfetamina.Preparada com ácido clorídrico, o cloridrato de metanfetamina costuma ser consumido de forma semelhante ao crack, ou seja, inalada por meio de cachimbo. Como resultado produz euforia intensa, eleva a autoestima e energia, reduz o cansaço, necessidade de sono e o apetite. Além de aumentar a libido e o prazer sexual, seus efeitos podem se estender por até 12 horas.Em contrapartida, produz tremores, hipertensão, arritmia cardíaca, colapso cardiovascular, edema pulmonar, insuficiência renal aguda. Além de distúrbios do humor, comportamento violento, depressão, surtos psicóticos e AVC. O uso constante causa alterações neuronais irreversíveis, como resultado da redução de dopamina, levando a psicose, com os mesmos sintomas de esquizofrenia, associada a quadros de confusão, delírios e comportamento agressivo e envelhecimento físico.