Cult. expressão originada a partir do conto de fadas Cinderela, embora tenha sido usada primeiramente no conto italiano La Gatta Cenerentola (“A Gata Borralheira”), que inspirou a história de Cinderela.

A história fala sobre uma garota simples que é explorada pala madrasta e suas filhas pra fazer serviços domésticos, até que uma fada-madrinha surge e a transforma numa princesa pra ela participar do baile real, só que o encanto dura apenas até a meia-noite, fazendo ela voltar a ser a garota bonita, mas suja e mal vestida, de antes que vive no borralho.

A expressão se refere a moça que trabalha incessantemente em serviços domésticos, por vontade própria ou por obrigação e servidão. Também pode ser utilizada com o sentido de menina atrapalhada ou confusa.

Fechar Menu